Outras Aplicações do Bromo

Existem mais de 200 tipos diferentes de retardantes de chama, sendo que o elemento químico mais comum utilizado é o bromo.

O bromo faz parte do grupo de halogênios da tabela periódica, mas provavelmente não é tão conhecido como outros elementos deste grupo, como o flúor, usado na pasta de dente, cloro, usado em piscinas e iodo, usado em antissépticos.

O símbolo químico do bromo é Br. É um líquido castanho avermelhado e nunca é encontrado naturalmente em sua forma elementar, mas sim em compostos inorgânicos, também conhecidos como brometos, e em compostos organobromados naturais. Estes são encontrados em solos, sais, ar e água do mar.

DE ONDE ELE VEM?

Atualmente, o bromo é extraído de lagos salinos onde o elemento é especialmente abundante, como o Mar Morto que faz fronteira entre a Jordânia e Israel.

ONDE É USADO?

É estimado que sejam produzidas anualmente cerca de 500 mil toneladas de bromo em todo o mundo. O maior uso exclusivo de bromo está no segmento de segurança contra incêndio. Os retardantes de chama bromados evitam a queima e retardam a ignição dos materiais como como móveis e plásticos, tornando-os menos combustíveis. Desde que o bromo foi descoberto em 1826, compostos de bromo foram utilizados em diferentes segmentos como o tratamento da água, redução das emissões de mercúrio, armazenamento e geração de energia, produção de medicamentos e em borracha de melhor qualidade, além da segurança contra incêndio.

SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

O bromo é usado para a produção de retardantes de chama, substâncias que inibem ou retardam o crescimento de um incêndio.

O bromo é muito eficiente como um elemento constituinte para retardantes de chama, o que significa que é necessária uma pequena quantidade para obter resistência ao fogo. Os retardantes de chama bromados consistem em mais de 70 substâncias químicas diferentes com propriedades distintas, e que são utilizadas para equipamentos eletroeletrônicos como televisores, computadores, rádios, geladeiras e máquinas de lavar. Eles também são usados em diferentes meios de transporte e em espumas de móveis estofados.

REDUÇÃO DE EMISSÕES DE MERCÚRIO

O bromo é usado na usina de carvão para reduzir significativamente as emissões de mercúrio.
Os produtos à base de brometo são usados para reduzir as emissões de mercúrio das usinas a carvão, onde são gerados mais de 40% da eletricidade mundial. Quando o carvão é queimado, o mercúrio (Hg) que está presente no carvão pode ser liberado. Mercúrio é considerado um problema de saúde pública.

As leis nacionais, juntamente com a Convenção Minamata das Nações Unidas, um tratado global para proteger a saúde humana e o meio ambiente dos efeitos adversos do mercúrio, encoraja fortemente os países a encontrar maneiras de reduzir as emissões de mercúrio. O uso de bromo em instalações de controle de poluição é um dos meios para aumentar a redução das emissões deste elemento de forma econômica.

Quando o carvão é queimado, o mercúrio pode ser liberado em três formas: oxidado (Hg2+), particulado (HgP) e elementar (Hg0). O mercúrio elementar (Hg0) é difícil de capturar às temperaturas de combustão. Os aditivos de brometo convertem o mercúrio elementar em sua forma oxidada, podendo então, ser capturados com mais facilidade pelo equipamento de controle de emissão.

TRATAMENTO DE ÁGUA

Os produtos à base de brometo foram utilizados em aplicações de tratamento de água para purificar e desinfetar a água desde a década de 1930.

A gestão sustentável de recursos hídricos é um dos maiores desafios de hoje. A população da mundial está aumentando em alta velocidade, assim como a procura de água para uso pessoal, industrial e agrícola. As impurezas da água, como algas, fungos, bactérias e micróbios, podem causar graves ameaças à saúde humana e ao meio ambiente, bem como à segurança e eficácia dos processos industriais. Purificação de água, conservação e tratamento de águas residuais são processos implementados atualmente para garantir um uso adequado e otimizado de água. Esses processos também desempenham um papel crucial na minimização do consumo de recursos e dos custos quando usados na indústria.

Produtos à base de bromo são soluções ideais para aplicações em tratamentos de água graças à habilidade do bromo de eliminar contaminantes prejudiciais combinando com bactérias e outros organismos vivos na água. O bromo se separa na água formando o ácido hipobromico (HBrO) que possui poderosas propriedades desinfetantes, dada sua habilidade de matar as células de muitos agentes patogênicos. O brometo é eficaz contra vírus resistentes à água, como poliovírus e rotavírus assim como um amplo espectro de bactérias. Ele também reage com outras substâncias na água para formar com substâncias contendo bromo.

ENERGIA

O bromo é utilizado em muitas tecnologias afim de assegurar a segurança e eficácia em vários processos energéticos

O uso do bromo na indústria energética tem se tornado particularmente notável no surgimento de novas tecnologias. Tecnologias como os veículos elétricos de baterias, turbinas eólicas e plantas de energia de carvão, entre outros, utilizam o bromo afim de assegurar a eficácia dos processos de energia. A crescente demanda global por energia apresenta enormes desafios. O bromo é usado nas seguintes aplicações de energia, que, a longo prazo, têm a capacidade de garantir um fornecimento acessível de energia para o nosso futuro.

BATERIA DE BROMO-ZINCO

A habilidade de armazenar energia elétrica oferece a solução valiosa para sistemas de energia elétrica eficientes. As baterias permitem o funcionamento de sistemas elétricos sem a necessidade constante de conexão a uma rede elétrica.

A bateria de fluxo de bromo-zinco é um tipo de bateria de fluxo híbrido alimentada pela reação entre esses elementos. A gama de aplicações é vasta: a bateria pode ser usada em aplicações de armazenamento estacionário, como em sistemas de armazenamento de energia como parte de uma rede inteligente para cidades inteligentes e aplicações móveis, como veículos elétricos.

A bateria de fluxo de bromo-zinco é formada por dois tanques, que armazenam a solução de bromo e zinco. Quando a bateria é carregada, as soluções (eletrólitos) são bombeadas através de uma pilha de reator e de volta ao tanque para que uma contenha o eletrólito para as reações de eletrodo positivo e a outra para o negativo. A bateria de fluxo de bromo-zinco atua como uma máquina de galvanoplastia, pois o zinco metálico é banhado da solução sobre as superfícies de eletrodo negativo nas pilhas de células. Na descarga ocorre o processo inverso.

Uma das principais vantagens do fluxo de baterias é que elas podem ser recarregadas rapidamente substituindo o eletrólito que está armazenado fora da célula. Essas baterias recarregáveis podem ser deixadas totalmente descarregadas indefinitivamente, sem causar danos. A tecnologia da bateria de fluxo de bromo-zinco é altamente eficiente em carbono durante todo o seu ciclo de vida. Em geral, as baterias de brometo de zinco oferecem o método mais barato de armazenamento de energia e produção de eletricidade.

Mais informações sobre os diferentes usos do bromo estão disponíveis no site da BSEF – The International Bromine Council: http://bsef.com/bromine-applications.