FAQs

O que são retardantes de chama?

Retardantes de chama são substâncias químicas que possuem a ação de retardar a ignição, diminuir a velocidade de queima e minimizar a emissão de fumaça dos materiais aos quais são incorporados.  

Eles são aplicados para reduzir a inflamabilidade intríseca dos polímeros, aumentando sua resistência à combustão ou tornando a propagação do fogo mais lenta. Consequentemente, os retardantes de chama salvam vidas, pois aumentam o tempo de fuga em caso de incêndio.

O termo “retardante de chama” não se refere a uma classe específica de produtos químicos, ele descreve sua função. Existem mais de 200 tipos de retardantes de chama, sendo que os elementos químicos mais comuns utilizados em sua composição são: bromo, cloro, fósforo, nitrogênio e hidróxidos metálicos.

 

 

 

 

Por que é importante a utilização de retardantes de chama?

Os retardantes de chama são essenciais para reduzir ou retardar a propagação de incêndios. As residências, por exemplo, possuem potenciais riscos devido ao grande aumento de equipamentos eletrônicos e materiais plásticos. Um estudo¹ realizado pelo Instituto Nacional de Normas e Tecnologia dos Estados Unidos (NIST) demonstra que quando os alarmes de fumaça são acionados, as pessoas no local do incêndio têm em média apenas 3 minutos para escapar; diferente do que ocorre em locais com produtos tratados com retardantes de chama, onde o tempo de fuga aumenta para cerca de 17 minutos, de acordo com o mesmo estudo realizado na década de 1970. Retardantes de chama devem ser vistos como uma proteção “oculta” contra o fogo, sendo que seus benefícios muitas vezes só são notados durante as ocorrências de incêndio.

 

Fonte:

¹US National Institute of Standards and Technology, Performance of Home Smoke Alarms, Analysis of the Response of Several Available Technologies in Residential Fire Settings, http://www.nist.gov/el/fire_protection/buildings/upload/NIST_TN_1455-1_Feb2008.pdf, February 2008   

Como funcionam os retardantes de chama?

Retardantes de chama podem ser adicionados a diversos tipos de materiais ou aplicados como tratamento para evitar incêndios por ignição, limitar a propagação do fogo e minimizar o dano em caso de fogo. O mercado possui uma grande variedade de retardantes de chama para atender as diferentes naturezas físicas e composições químicas de cada material, que por sua vez se comportam de formas distintas ao fogo.

Os retardantes de chama podem atuar de três maneiras:

  • Interrompendo o estágio de combustão do ciclo do fogo, incluindo a prevenção ou atraso do “flashover” (combustão generalizada dos materiais combustíveis em um mesmo ambiente).
  • Limitando o processo de decomposição por meio do isolamento físico das fontes de combustível disponíveis a partir da fonte de material com uma camada resistente ao fogo.
  • Diluindo os gases inflamáveis ​​e a concentração de oxigênio na zona de formação da chama, emitindo água, nitrogênio ou outros gases inertes.
Onde os retardantes de chama são utilizados?

Atualmente, os retardantes de chama são utilizados predominantemente em quatro áreas:

  • Materiais construtivos:  espuma de isolamento termoacústico, revestimentos de pisos e carpetes, paredes e coberturas);
  • Mobiliário: sofás, cortinas e colchões;
  • Instalações e equipamentos eletroeletrônicos: cabos, TVs e máquinas de lavar;
  • Transportes rodoviário, ferroviário, aéreo e marítimo;