Publicações

Fatos rápidos sobre segurança contra incêndios e retardantes de chama

Os seguintes fatos clarificam algumas das principais dúvidas sobre retardantes de chama e da necessidade de segurança contra incêndio.

A ameaça do fogo ainda é um problema sério

Os retardantes de chamas desempenharam um papel fundamental na redução da incidência de incêndios em uma escala global. Mas, infelizmente, apesar das percepções de alguns que os incêndios já não são motivo de preocupação, os perigos do fogo continuam a existir. Estatísticas de incêndio de fontes em todo o mundo mostram que:

  • Pelo menos 94% das mortes por incêndio ocorrem em lares e edifícios. [1]
  • Nos países desenvolvidos, os incêndios matam de 10 a 20 pessoas por milhão de habitantes por ano. [2]
  • Todos os anos, é estimado que o fogo mate mais de 2.000 pessoas na Europa. [3]
  • Em 2007, os incêndios provocaram 1.206 fatalidades em 5 regiões diferentes do Brasil. [4]
  • O custo total direto e indireto dos incêndios, incluindo as consequências econômicas de mortes e feridos, é estimado em cerca de 1% do PIB no mundo desenvolvido [2]. Em termos econômicos, isso equivale a cerca de € 12,6 bilhões ou 0,17% do PIB na Europa. [3]

Retardantes de chama desempenham um papel importante na prevenção de incêndios

Normas exigentes de segurança contra incêndios ajudam a reduzir o impacto dos incêndios nas pessoas, nas propriedades e no meio ambiente. Os retardantes de chama desempenham um papel fundamental ao ajudar que diversos produtos atendam a esses padrões. Eles podem evitar que o fogo comece e, se ocorrer um incêndio, eles diminuem sua propagação e melhoram a oportunidade de uma fuga segura.

De fato, estudos e testes, na Europa [5] e nos EUA [6] mostraram que os retardantes de chama incorporados em móveis estofados podem proporcionar um valioso tempo de fuga à medida que diminuem a propagação do fogo. Por exemplo, a Comissão Europeia estimou uma redução de 20% das mortes por incêndio no continente como resultado do uso de retardantes de chama nos últimos 10 anos. [7]

Os retardantes de chama são usados em uma variedade de produtos para adicionar uma camada de proteção contra incêndio

Toda uma série de medidas de proteção passiva e ativa são usadas para 1) evitar que ocorra um incêndio e, 2) fornecer tempo para a fuga e para o resgate no caso de o incêndio ocorrer.  Esses elementos criam “camadas de proteção” sobre as quais a segurança contra incêndios depende. Os retardantes de chama propiciam aos consumidores uma camada crítica de proteção contra incêndio e são vitais para reduzir os riscos associados ao incêndio. Hoje, os retardantes de chama são usados predominantemente em quatro áreas principais: eletroeletrônicos e dispositivos elétricos, materiais de construção, mobiliário e transporte. O uso de retardantes de chamas é especialmente importante hoje, já que as cargas de combustível e as fontes de ignição aumentaram dramaticamente em residências, escritórios e transportes nas últimas décadas.

Este texto é uma adaptação do artigo Fast facts on fire safety and flame retardants, disponível em inglês no site da BSEF, the International Bromine Council, publicado em dezembro de 2012 e disponível no link http://bsef.com/news/fast-facts-on-fire-safety-and-flame-retardants/.

Fontes:

[1] Center of Fire Statistics of CTIF, “World Fire Statistics, Report No.10”, 2006, http://ec.europa.eu/consumers/cons_safe/presentations/21-02/ctif.pdf
[2] ISO/TC92 Fire Safety Secretariat, “Fire safety in ISO – Information about ISA/TC 92” http://www.sp.se/sv/units/fire/Documents/BR/ISO_TC_92_Information_Sheet.pdf
[3] ARCADIS EBRC Belgium “Study of flame retardant substances in consumer products in domestic environments” –http://ec.europa.eu/consumers/safety/news/flame_retardant_substances_study_en.htm
[4] Datasus (Banco de Dados do sistema público de saúde) – Database of Health Public Services, “Vitimas fatais de incêndios”, 2011, http://tabnet.datasus.gov.br
[5] University of Surrey for the UK Department of Trade and Industry (DTI): “Report on Effectiveness of furniture and furnishing (fire) (safety) regulations 1988”, 2000
[6] Blais Matthew, “The Utility of CA TB 117, Does the Regulation Add Value?”, Southwest Research Institute, 2012
[7] EU DG Environment, “Flame Retardants”. Video, 2000, cited by AEA technology, January 2001